Primeira vereadora negra eleita em Curitiba recebe e-mail com ameaça de morte e ofensas racistas

Foto: Carlos Costa/CMC

A primeira vereadora negra eleita em Curitiba, Carol Dartora (PT), recebeu ameaças de morte, e ofensas de cunho racistas, em uma mensagem enviada por e-mail neste sábado (7).

Carol, que é professora da rede pública, e foi a 3ª candidata mais votada nas Eleições 2020 de Curitiba recebendo 8.874 votos, tornou pública as ameaças em publicação nas redes sociais neste domingo (6).

“Acabo de receber ameaças de morte. As autoridades já foram contatadas e todas as providências estão sendo tomadas para que seja garantida minha segurança e da minha equipe. Eles combinaram de nos matar, combinamos de ocupar tudo!”, escreveu a vereadora eleita.

O autor da mensagem, que foi assinada com nome de Ricardo Wagner Arouxa, diz morar no Rio de Janeiro. No texto ele detalha o plano do ataque no e-mail dizendo que após adquirir uma arma, vai comprar uma passagem para Curitiba e tirar a vida de Carol.

“Depois de meter uma bala na sua cara e matar qualquer um que estiver junto com você, vou meter uma bala na minha cabeça.” Em seguida, o autor faz outra ameaça, diz para Carol Dartora não avisar à polícia ou andar com seguranças porque “nada no mundo vai impedir” que ele cometa o homicídio.

O autor da ameaça continua o texto dizendo que está desempregado, sua esposa com câncer de mama e que eles estão vivendo através do auxílio emergencial. “Enquanto você ganha um salário de vereadora apenas por ser uma macaca”, diz.

A mensagem tem a mesma assinatura e trechos parecidos a um e-mail com ameaça de morte encaminhado à vereadora eleita em Belo Horizonte Duda Salabert, na última sexta-feira (4), e a Alisson Julio (Novo), que é cadeirante e foi o vereador mais votado em Joinville (SC).

A assessoria de comunicação da Polícia Civil do Paraná informou que vai verificar em qual delegacia a vereadora eleita registrará o boletim de ocorrência para se manifestar sobre o caso.

Em um vídeo publicado nesta tarde, a eleita afirmou que, apesar da situação, está bem:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: