Apesar das expectativas acerca de times como Golden State Warriors e Brooklyn Nets, os atuais campeões são os grandes favoritos a levar novamente o troféu para a casa. A grande pergunta é: alguém pode impedi-los?

Foto: Reprodução/Facebook Lakers Brasil

Pouco mais de dois meses após o término da última temporada, a bola laranja sobe ao ar novamente na noite desta terça-feira, 22 de dezembro, para dar início a mais uma temporada da NBA. 

Algumas coisas mudaram nesses 60 dias. Calouros foram draftados, jogadores foram trocados e a principal mudança: as equipes voltarão a mandar seus jogos em seus próprios ginásios. Vale lembrar que a reta final da última temporada foi realizada naquela que ficou conhecida como “Bolha da NBA”. Dentro dos estúdios da Disney, a liga norte-americana de basquete conseguiu seu objetivo de manter atletas, treinadores e membros de imprensa intactos em relação ao vírus que assombra o mundo. 

Agora, com a liga voltando ao normal e as equipes viajando por todos os Estados Unidos, sabemos que essa probabilidade (de a NBA não registrar nenhum caso positivo) é praticamente inexistente. Com isso, é provável vermos equipes tendo que utilizar mais jogadores em seus elencos, o que pode tornar a competição mais equilibrada.

Ainda sim, o favoritismo dos Los Angeles Lakers é mais do que considerável. Afinal, os atuais campeões mantêm a mais badalada e eficiente dupla da liga, LeBron James e Anthony Davis. Além do dueto, os Lakers contam com alguns bons reforços como o armador alemão Denis Schröder e o pivô Montrez Harrel. 

Equipes correndo por fora

O duelo que o MUNDO esperava nas finais da conferência Oeste jamais ocorreu graças a incompetência e arrogância dos Clippers – além também do talento de Jamal Murray e Nikola Jokic, é claro. O fracasso dos Clippers, acarretou na demissão do treinador Doc Rivers. A expectativa da gigantesca torcida dos Clippers (aproximadamente 300 pessoas) é que agora o novo técnico TY Lue (campeão com os Cavaliers em 2016) possa fazer que o primo pobre de L.A possa destronar seu grande rival e se tornar o principal time da cidade (risos!).

Outras equipes da Conferência Oeste postulantes a ameaçar os Lakers são Denver Nuggets, Portland Trail Blazers e Dallas Mavericks (do sensacional Luka Doncic). Phoenix Suns, Utah Jazz, News Orleans Pelicans e Memphis Grizzlies devem lutar por uma classificação aos playoffs, mas dificilmente terão chances de título. 

E o Golden State Warriors

Você pode estar se perguntando “ei, Tom, você se esqueceu dos Warriors?”. Não, caro leitor. De forma alguma. Inclusive, estou animadíssimo para ver o confronto de logos menos (uma hora e meia a partir deste exato momento) entre Warriors e Nets. Contudo, com mais uma lesão de Klay Thompson – que novamente perderá toda a temporada –  não consigo ver os Warriors com chances de título. Acredito que a equipe deve brigar, no máximo, por uma vaga nos playoffs ao lado de Suns, Jazz, Pelicans e Grizzlies. 

Conferência Leste

Já que mencionamos brevemente os Nets, vamos mudar de conferência e falar dos principais times da conferência Leste. E a equipe de Brooklyn pode ser uma boa aposta para vencer a conferência e, quem sabe, até bater os Lakers em uma eventual final. Aqueles que não acompanham a liga tão de perto, talvez não se lembrem que os Nets contam com seu elenco com Kevin Durant e o completamente louco – porém muito talentoso – Kyrie Irving.

Sixers, Bucks, o atual vice-campeão Miami Heat e Boston Celtics são as outras equipes favoritas do Leste. 

Ao longo da temporada, pretendo trazer mais análises e comentários sobre a NBA. Agora eu preciso pegar comer alguma coisa, botar uma cerveja para gelar e me preparar para a rodada dupla de logo mais.

Ahh, você pode acompanhar a NBA pelos canais ESPN, SporTV e TV Band! Eu sei que, para o deleite da minha amada namorada, eu verei muito basquete nessas próximas horas.

Até mais!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: