Foto: Ilustração/PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) cumpriu mandado de prisão preventiva contra um pastor, de 64 anos, indiciado pela prática do crime de estupro de vulnerável contra uma criança de apenas cinco anos de idade, nesta sexta-feira (8), em Londrina, interior do Paraná. 

De acordo com o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), a prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

As investigações apontaram que a vítima faz parte da família do pastor e os atos ocorreram em 2020, época da denúncia.

No curso da investigação foi identificada possível outra vítima do indivíduo, que teria sofrido violência sexual há mais de 30 anos. 

O pastor foi indiciado por estupro de vulnerável e, conforme Lívia Pini, em função da reiteração da conduta, um pedido de prisão foi encaminhado e autorizado pelo Poder Judiciário.

Ele foi levado para um presídio em Londrina. O Nucria tem dez dias para concluir as investigações e identificar possíveis outras vítimas.

“Os relatos das duas vítimas de violência sexual corroboram uma a outra e trazem maior convicção de que os fatos realmente aconteceram”, explicou a delegada Lívia Pini.

As diligências investigativas terão continuidade a fim de identificar outras vítimas.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: