A decisão da Série A2 (segunda divisão) do Brasileiro Feminino de 2020 será entre Botafogo e Napoli-SC. Neste domingo (17), as Gloriosas superaram o Bahia por 2 a 1 na Arena Fonte Nova, em Salvador. As catarinenses, por sua vez, derrotaram o Real Brasília nos pênaltis por 5 a 4, após um emocionante empate por 1 a 1 no estádio Carlos Alberto da Costa Neves, em Caçador (SC). Os jogos de ida de ambos os confrontos, há uma semana, haviam terminado sem gols.

Os clubes aguardam a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciar datas e horários das finais do Brasileiro Feminino. A previsão, conforme a última edição da tabela detalhada da competição, é que as partidas sejam realizadas nos próximos domingos (24 e 31) de janeiro.

Alvinegras vencem na Bahia

Foto: Divulgação / Botafogo

O Botafogo abriu o placar contra o Bahia aos 41 minutos do primeiro tempo. Lançada pela lateral Bru, a atacante Kelen aproveitou a saída errada da goleira Nágila e mandou para o gol vazio. O time da casa, porém, igualou antes do intervalo. Nos acréscimos, aos 47 minutos, a meio-campista Eddie lançou a zagueira Anny, que ajeitou de cabeça para Ellen, na entrada da área. A atacante dominou e bateu no canto da goleira Rubi.

O gol da classificação das Gloriosas saiu aos 12 minutos da etapa final. A meia Gaby Louvain cruzou a bola na área, pela esquerda, a meia Vivian apareceu na pequena área e desviou de cabeça para as redes. As Tricolores tiveram a chance de igualar aos 33 minutos, após pênalti cometido por Rubi em Giovânia. A própria atacante foi para cobrança, mas acertou a trave. O Bahia pressionou, mas parou nas defesas da goleira alvinegra.

Napoli avança em jogo tenso

Foto: Arquivo Associação Napoli Caçadorense

Em Caçador, o Napoli saiu na frente aos 21 minutos. A goleira Flávia não afastou o cruzamento da lateral Júlia pela esquerda e a atacante Aninha aproveitou a sobra na pequena área. O jogo esquentou aos 34 minutos do segundo tempo. A volante Rafa Soares, do Real, e a atacante Soraya, do time catarinense, discutiram e foram expulsas. Em meio à confusão que se instalou entre as jogadoras, o policiamento foi acionado. Mais duas atletas levaram cartão vermelho: a meia caçadorense Lari e a atacante Ronaldinha, da equipe brasiliense.

Nos acréscimos, o Real ainda perdeu a zagueira Isabella, que recebeu o segundo amarelo após cometer falta na entrada da área. Mesmo com uma jogadora a menos, a equipe visitante chegou ao empate. Aos 52 minutos, a atacante Bárbara recebeu pouco à frente da marca do pênalti, e emendou uma meia bicicleta no canto da goleira Dida.

A decisão foi para os pênaltis, debaixo de muita chuva. Na terceira série de cobranças, Flávia defendeu o chute da zagueira Tracy, mas, na sequência, a zagueira Jamile desperdiçou a cobrança, impedindo que as brasilienses passassem à frente. Com o placar indicando 5 a 4 para o Napoli, coube à goleira do Real a sétima batida da equipe de Brasília, mas o arremate foi por cima da meta de Dida, para festa das caçadorenses.

Informações Agência Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: