Foto: Divulgação

Guilherme Buozi, um menino curitibano de apenas nove anos, está mostrando que tamanho não importa quando se trata de motocross. Ele foi convidado para participar da Arena Cross Brasil, que é o maior evento de motocross do país, no dia 25 de setembro, na categoria 50cc.

Guilherme começou a se interessar pelo esporte quando tinha cinco anos. Os pais o levaram para assistir uma corrida de velocross em Campina Grande do Sul. Antes disso ele não tinha nenhum contato com o esporte, mas a mãe, Karine foi jogadora de vôlei e o pai, Rafael, de futebol. “Quando terminou a corrida, Gui já começou a chorar e falou que nunca mais voltaria lá se não tivesse uma moto para participar,” conta a mãe, Karine Valle. “Desde esse dia ele só falava em moto, assistia vídeos no YouTube, passou a saber tudo desse esporte.”

A partir desse momento os pais decidiram incentivar a prática do esporte, compraram capacete, roupas, equipamentos, mas faltava a moto. Decidiram então vender o carro, um chevette, para comprar a moto. Em julho de 2017, com cinco anos, Gui começou a treinar com a moto. “Nós assistimos vídeos de pilotagem para ensinar a ele, a gente estudava para poder passar um ensinamento correto, posição do corpo, das pernas, dos braços,” explica a mãe.

Com seis anos, logo na primeira corrida no motocross, em Mandaguari, Guilherme terminou em quinto, um resultado que nem mesmo os pais esperavam. “Depois disso só veio se destacando, veio o convite para o Arena Cross Brasil, ali ele descobriu m outro mundo cheio de sonhos,” diz Karine.

Sobre os treinos, Karine conta que ele treina uma vez por semana, e no final de semana vão para a pista. “As pistas são longe, não tem em Curitiba, ele acaba viajando 50 minutos para treinar algumas horinhas. Às vezes treina no terreno baldio perto de casa. O importante é ter contato com a moto, é assim que ele define.”

Além da Arena Cross Brasil, Guilherme disputa também o Campeonato Brasileiro e o Campeonato Paranaense de Motocross.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: