Mito ou verdade: a duração do botox diminui com atividade física?

São Paulo, SP 8/10/2021 – Grande parte das mulheres que faz o procedimento se questiona: é verdade que se eu praticar atividade física o corpo absorve mais a toxina botulínica?

Especialistas explicam como a toxina funciona no organismo e como o corpo reage a movimentos intensos

A toxina botulínica, mais conhecida como o botox, é uma molécula composta por aminoácidos, bastante utilizada para finalidades estéticas – mas também tem um viés para a saúde. Corrige temporariamente as rugas da testa e os pés de galinha, mas tem cerca de 900 indicações. Atua no rejuvenescimento e melhora a autoestima. Grande parte das mulheres que faz o procedimento se questiona: é verdade que se eu praticar atividade física o corpo absorve mais a toxina botulínica?

“Sim. Notamos isso em quem faz crossfit, futebol ou uma atividade mais intensa diariamente. Em que as áreas da aplicação sofrem contrações. Tem paciente que chega no consultório um mês, 45 dias após a aplicação, insatisfeito com o tratamento. Então, sabendo do histórico, se ele faz essa atividade intensa ou se o músculo dele não relaxa tanto quanto deveria e o ativo perde a efetividade muito rápido, pode ser planejada uma dose maior do que a usada no dia a dia”, explica o cirurgião-dentista, Thales Wilson Cardoso, especialista em harmonização facial. “Vale lembrar que a ação da toxina botulínica tem duração de 91 dias. Mas isso não quer dizer que no 92º dia, os músculos recuperaram a força e as rugas voltaram. Em pacientes jovens isso demora um pouco mais. Por isso, falamos que a aplicação pode durar de 4 a 6 meses”.

O médico especialista em dermatologia, Newton Morais, diretor médico da Clínica Mais, comenta que a toxina tira essa força do músculo. “Ele fica paralisado. Mas quando você faz atividade física, estimula a volta do funcionamento. Isso faz com que a duração seja menor. Sem contar que algumas pessoas produzem anticorpos contra a toxina botulínica, o que pode acarretar uma duração reduzida. Mas tudo isso deve ser conversado durante a avaliação, para que as estratégias do procedimento sejam focadas nos melhores resultados”, avalia.

Atividade física
Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), adultos devem fazer atividade física moderada de 150 a 300 minutos ou de 75 a 150 minutos de atividade física intensa. E, por isso, eles não devem ser deixados de lado, pois são benéficos para a manutenção da saúde do corpo e da mente. “Além de tratar e evitar lesões, problemas ósseos e nas articulações, eles têm grande potencial para definir e modelar, fortalecer os músculos e auxiliar no combate da flacidez”, comenta Nemi Sabeh Jr., ortopedista, cirurgião e coordenador médico das Seleções Brasileiras de Futebol, idealizador da ON – Centro Integrado de Evolução Corporal com unidades no Morumbi (São Paulo) e em Assis (interior de SP).

Sem exagero
Chega um momento em que é mais fácil partir para uma cirurgia plástica, como a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras) ou mesmo o browlifting (suspensão da sobrancelha) na região dos olhos, para um melhor resultado. “Apesar de ser muito eficiente, a toxina botulínica tem um limite de aplicação e efetividade. Quando há excesso de pele, não adianta fazer as aplicações, pois o tratamento será ineficiente e insatisfatório. Em casos como o da blefaroplastia, dependendo do grau, a cirurgia plástica é mais recomendável, por resolver a situação de forma mais definitiva e sem a necessária manutenção”, orienta o cirurgião plástico Marcelo Sampaio, especializado em cirurgia em geral e Cirurgia Plástica pelo Hospital das Clínicas (USP) e integrante do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês.

Website: http://www.bellacomunica.com.br

Comentários

%d blogueiros gostam disto: