Guardas municipais de Curitiba prendem 41 suspeitos durante o feriado

Nos últimos quatro dias – fim de semana e feriado prolongado da Padroeira do Brasil (12/10) – os guardas municipais voltaram a reprimir casos de violência contra a mulher. Foram sete os indivíduos presos, quatro deles por violação de medida protetiva concedida pelo Poder Judiciário a vítimas de crimes.

Os casos se destacam entre as principais ocorrências atendidas pelas equipes municipais no período, que também foi marcado por situações de pichação, tráfico de drogas e foragidos da Justiça recapturados. Foram 41 prisões em quatro dias. 

Pichações

Das 41 prisões, oito foram pelo crime de pichação. Numa única situação, registrada no bairro São Francisco na noite de terça-feira (12/10), três homens, de 33, 37 e 39 anos, foram presos. Com um deles estavam três latas de tinta spray. Os outros, de acordo com a equipe que atendeu a ocorrência, estavam com diversas manchas de tinta nas mãos e com um caderno de anotações e desenhos similares aos encontrados no muro pichado.

Já na madrugada da segunda-feira (11/10), um jovem de 19 anos foi flagrado após pichar um imóvel na Rua André de Barros. Dentro da mochila dele, os guardas encontraram um borrifador, um rolo e um galão de tinta.

No dia anterior, o Centro de Operações da GM recebeu denúncia de que havia um grupo de dez pessoas pichando na Rua Trajano Reis. Dois deles, com idades de 24 e de 27 anos, foram detidos. Na abordagem, os guardas encontraram com a dupla uma lata de tinta spray.

Todos foram conduzidos à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e multados, conforme prevê a lei municipal nº 15.089/2017. O valor é de R$ 5.215,50 aplicados à pichação em patrimônio particular e de R$ 10.431 em patrimônio público. A reincidência acarreta multa no valor em dobro, de acordo com o determinado pelo Código de Posturas de Curitiba (lei 11.095/2004).

Tráfico de drogas

Outros oito suspeitos foram presos durante o fim de semana e feriado pelo crime de tráfico de drogas. Na noite de terça, no Pinheirinho, uma mulher de 46 anos foi presa pelo Grupo de Operações com Cães (GOC), após ser flagrada com 59 embalagens com cocaína e 128 invólucros com crack prontos para venda.

Já um outro flagrante, de um jovem de 19 anos, contou com informações repassadas pela avó dele. Ela foi até o local da abordagem, na CIC, onde o jovem estava com maconha e avisou os guardas que ele guardava mais droga dentro de casa.

Em um guarda-roupa foram encontrados um tablete de maconha, embalagens plásticas para fracionar o entorpecente, balança de precisão e facas com resquícios da droga. Na Central de Flagrantes da Polícia Civil, para onde o rapaz foi levado, os guardas descobriram que ele ainda tinha apresentado documento falso.

Ainda durante o feriadão, os guardas prenderam três indivíduos com mandado de prisão em aberto e atenderam a dois casos de importunação sexual. Situações de crime devem ser comunicadas à GM pelo telefone de emergência 153.

Colaboração SMCS Curitiba

Comentários

%d blogueiros gostam disto: