Escola no DF simula conferência internacional para debater temas mundiais

Brasília-DF 22/10/2021 – No Simulois, os estudantes desenvolvem uma percepção mais crítica do mundo

O Simulois envolve alunos dos Ensinos Fundamental e Médio, estimulando o desenvolvimento, entendimento, e argumentação na discussão de temas atuais

Uma oportunidade para os estudantes entenderem como é a sensação de fazer parte de uma conferência de Organismos Internacionais. Esse é o Simulois, evento promovido anualmente pelo Colégio Galois, onde os alunos se reúnem para representar países em diferentes comitês ou agências, abordando assuntos e problemas mundiais hipotéticos, a fim de desenvolver o raciocínio, integração, postura e conhecimento sobre essas regiões. “Por meio do Simulois, os estudantes desenvolvem uma percepção mais crítica do mundo. É uma oportunidade de olhar para o outro, conhecer melhor os problemas e desafios da sociedade e refletir para um mundo melhor. Além disso, é uma maneira deles treinarem habilidades, como oratória e negociação”, explica Mariana Ribeiro, coordenadora de projetos da escola.

Entre os dias 23 e 24 de outubro, alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio discutirão assuntos atuais frequentemente abordados em vestibulares, por meio de comitês, proporcionando a argumentação de temas da geopolítica; a inserção no complexo contexto das relações internacionais e a vivência de situações de crises em que os estudantes precisam se posicionar e dialogar e construir soluções pacíficas. “Além de aprofundarem seus conhecimentos sobre diversos países; os jovens fortalecem o espírito crítico, aprendem a trabalhar em equipe e qualificam a interpretação de mundo. Ao se tornarem protagonistas destes debates, enriquecem muito a bagagem de conhecimento e ainda ficam mais preparados para importantes avaliações, como o ENEM, por exemplo”, ressalta Mariana.

Para a edição de 2021, o evento terá seis comitês. Os alunos do 6º e 7º representam o Comitê Social, Cultural e Humanitário (SOCHUM) – que analisa o Acesso à Educação e Saúde em Pós-Catástrofe – e o Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), que discute Intolerância Religiosa e Terrorismo. Os do 8º e 9º ano debaterão A Situação do Iraque e a Questão Nuclear do Irã e a Reconstrução e prevenção de pandemias pós-Covid- 19. Já os estudantes do Ensino Médio representarão a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado para falar sobre A Corrupção como Obstáculo para o Desenvolvimento, além de formar um Gabinete de Guerra com o objetivo de examinar a 1ª Guerra Mundial. Os estudantes do 9º ano também serão responsáveis pela Agência de Comunicação do Simulois e ficarão encarregados da cobertura de todos os acontecimentos. “Faremos as discussões nos comitês seguindo todos os protocolos de segurança: número reduzido de participantes para garantir o distanciamento, uso de máscara e álcool em gel, além de higienização constante dos locais utilizados. Tudo para assegurar que o evento será um sucesso como nos anos anteriores”, pondera Mariana Ribeiro.

Website: http://www.galois.com.br

Comentários

%d blogueiros gostam disto: