Tecnologia impulsiona o ESG no RH e Departamento Pessoal

São Paulo, SP 19/10/2021 – Existem diferentes maneiras como a tecnologia pode impulsionar a adoção de práticas relacionados ao ESG no RH.

Qual o papel do RH nas práticas ESG e como a tecnologia pode ser usada para esse propósito?

O ano de 2020, marcado pela pandemia da covid-19 e pela crise econômica e social global, levou a um maior escrutínio das questões ESG (Environmental, Social and Governance ou Ambiental, Social e Governança, em português) por parte dos investidores, como revela o último ESG Investment Observatory, publicado em março de 2021.

Assim como nos Estados Unidos, Grã-Bretanha e Europa continental, essa agenda vem  ocupando um lugar de destaque também no ecossistema corporativo brasileiro, onde, até recentemente, era considerada apenas algo “agradável ​​de mostrar ou da moda”.

De acordo com o Índice de Transformação Digital da Dell Technologies 2020 (DT Index 2020), aproximadamente 87,5% das empresas localizadas no Brasil realizaram alguma iniciativa voltada à transformação digital. O número superou a média mundial, de 80%.

Nesse sentido, a Covid-19 acelerou a transformação digital da economia e mudou os hábitos de consumo, as relações profissionais e a dinâmica de trabalho, causando impacto em diferentes setores e aumentando a preocupação com questões como saúde e bem-estar.

Dessa forma, o departamento de RH passou a ser um dos atores principais na coordenação e implementação das práticas ESG e o uso da tecnologia tem sido essencial para pavimentar o caminho para essas iniciativas.

Uma preocupação global
Há algum tempo, a comunidade empresarial, governos e diversos segmentos sociais têm evoluído no sentido de aumentar a atenção às práticas ESG, incluindo a sustentabilidade. A pandemia covid-19 serviu para acelerar o ritmo.

Um relatório recente do IBM Institute for Business Value descobriu que 93% dos consumidores sentiram que a pandemia afetou suas visões sobre sustentabilidade e que as pessoas estão dispostas a pagar mais por isso.

Nos Estados Unidos, um estudo da Pew Research encontrou um novo patamar para a preocupação ambiental, quase igualando a economia como uma das principais prioridades políticas.

Um relatório do Fórum Econômico Mundial de 2020 afirma que quase metade da União Europeia e cerca de 75% dos cidadãos chineses consideram a mudança climática uma grande ameaça à sociedade.

No entanto, as práticas ESG também envolvem questões como ética, desenvolvimento de capital humano, práticas trabalhistas justas, diversidade, equidade e inclusão, transparência organizacional e muito mais.

A IBM, por exemplo, descobriu que áreas de responsabilidade social como educação, igualdade de gênero, erradicação do racismo e promoção de oportunidades eram muito importantes ou extremamente importantes para cerca de 75% dos entrevistados.

O papel do RH na promoção das práticas ESG
O coronavírus destacou várias questões que se enquadram na categoria “S” dos critérios ESG, incluindo estabilidade social, emprego, infraestrutura, proteção de dados, bem como a saúde e segurança dos trabalhadores.

Por isso, é fundamental que o RH esteja envolvido nas discussões e exerça protagonismo na definição de políticas e metas empresariais visando a atingir o patamar de empresa ética, ambientalmente responsável e inclusiva.

Em muitos casos, para alcançar esses objetivos, é necessário imprimir uma mudança na cultura organizacional, que deve ser liderada pelo RH.

De fato, a equidade salarial entre gêneros, a diversidade e a inclusão são alguns dos pilares da ESG e, exigem a protagonismo do departamento de Recursos Humanos.

Como a tecnologia ajuda o RH a impulsionar o ESG?
Existem diferentes maneiras como a tecnologia pode impulsionar a adoção de práticas relacionados ao ESG no RH.

A solução de Capital Humano Compliance HCM (Human Capital Management) Compliance, ooe exemplo, disponibiliza uma suite completa e modular desenvolvida pela Compliance Soluções para a Gestão de Pessoas.

Essa solução possui diferentes módulos que otimizam muitos dos fluxos de trabalho do RH, tornando-os mais eficazes e conectados com as práticas ESG.

Por exemplo, o cálculo de folha de pagamento integrado aos sistemas de gestão ajuda a reduzir o consumo de papel, o que é bom para o meio ambiente.

Já o módulo de mensageria, permite ao RH cumprir com as obrigações acessórias de forma ágil e transmitindo as informações corretas e com segurança garantindo a conformidade com as leis, o que é um aspecto fundamental da governança.

O módulo de treinamento e desenvolvimento permite que os profissionais de RH desenvolva e acompanhe iniciativas de qualificação profissional dos colaboradores, o que está alinhado com as práticas sociais do ESG.

A solução ainda conta com módulos especialmente desenvolvidos para gestão da saúde e segurança do trabalho (SST) dos colaboradores e do programa de participação nos resultados. Tudo isso ajuda a garantir o bem-estar e a satisfação dos colaboradores.

O HCM Compliance é uma solução baseada em nuvem, o que significa que ele não necessita de uma infraestrutura local para funcionar. Assim, sua utilização contribui para um uso mais racional de energia elétrica na empresa.

A solução também conta com recursos de automação de processos repetitivos, o que ajuda a melhorar a qualidade do trabalho dos próprios profissionais de RH. Isso também ajuda a liberar tempo para que os gestores se dediquem a atividades mais relevantes.

Finalmente, a utilização de uma ferramenta de Gestão de Pessoas completa, como o HCM Compliance, melhora a visualização de todos os processos, otimiza os fluxos de trabalho e oferece ferramentas fundamentais para avaliar e acompanhar as políticas de RH relacionadas ao ESG.

Para saber mais, basta acessar: https://compliancesolucoes.com.br/

Website: https://compliancesolucoes.com.br/

Comentários

%d blogueiros gostam disto: